Pages - Menu

sexta-feira, 18 de março de 2011

Uma aula de cinema

Ontem, revirando os meus DVD's, encontrei um que já devia ter assistindo há meses: A Ilha do Medo. Apesar de ter sido bastante recomendado por professores e amigos, sempre adiava a sessão. Um erro. Um arrependimento.

O filme, considerado pelos críticos americanos como um dos menores trabalhos do mestre Scorsese, para mim, se tornou um clássico. Apesar de os mais atentos matarem o final do filme por volta dos 40 minutos, o longa possui referências que o transformam em uma verdadeira aula de cinema. O cineasta usa referências de suas próprias obras, com as cenas de guerra, de filmes policiais com tons de noir (como as cenas de Dicaprio e Ruffalo, com as sombras nos seus rostos, reflexo de luz nos chapéus e fumaça), e as cenas, que com o excelente uso da trilha, tem a proposta de causar o terror psicológico.
O título brasileiro pode muito bem arrastar adolescentes ao cinema ou chamar a atenção nas locadoras, mas, em minha opinião, não há terror neste filme. As cenas são belas demais para se enquadrar no gênero terror. Scorsese mostra que é gênio ao transformar uma história tão obvia em algo surpreendente. O uso das cores, a direção de arte é perfeita. Destaque para a cena em que o personagem de Leonardo DiCaprio sonha com sua falecida esposa em sua casa, em que cinzas caem do teto e ela começa a sangrar. Para mim, memorável.

Vale a pena se você é fã de cinema e gosta de analisar tudo além da história. Se for assistir, esqueça o susto, você não o terá. Preste atenção nos detalhes, nas referências cinematográficas, na parte técnica em si. Não vai se arrepender, afinal, Scorsese é sempre Scorsese.

Um comentário:

  1. Gosh, I’ve been looking about this specific topic for about an hour, glad i found it in your website!

    online pharmacy

    ResponderExcluir